BLOG

Acompanhe o conteúdo informativo da Dra. Débora Estevão e compartilhe!

ARTIGO

PUBLICADO EM

Correção de Desvio de Septo

Por Administrador

O desvio de septo corresponde à alteração do posicionamento da parede que separa as narinas (o septo), que pode ser devido à pancadas no nariz, inflamações locais ou presente desde o nascimento, e que causa principalmente dificuldade em respirar.

As pessoas que possuem desvio de septo nasal devem consultar um otorrinolaringologista caso a característica esteja atrapalhando o processo respiratório e a qualidade de vida, sendo então avaliada a necessidade de correção cirúrgica do problema.

A cirurgia para desvio de septo, conhecida como Septoplastia, é recomendada pelo otorrino quando o desvio é muito grande e compromete a respiração da pessoa. Normalmente esse procedimento é feito depois do final da adolescência, que é o momento em que os ossos do rosto param de crescer.

A cirurgia é feita sob anestesia geral ou local e consiste em um corte no nariz para descolar a pele que o reveste, seguida da correção do septo a partir da retirada do excesso de cartilagem, ou de parte da estrutura óssea e do reposicionamento da pele. Durante a cirurgia é realizada uma análise pequena da estrutura óssea do nariz da pessoa através de um aparelho com câmera tornando o procedimento menos invasivo.

Cuidados pós-cirúrgicos

A recuperação da cirurgia para desvio do septo nasal dura cerca de 1 semana e durante esse período é importante tomar alguns cuidados, como:

  • Evitar a exposição solar, pois pode levar ao aparecimento de manchas;

  • Trocar o curativo de acordo com a recomendação da equipe de enfermagem e fazer uso de antibióticos recomendados pelo médico para evitar a ocorrência de infecções durante o processo de cicatrização;

  • Aplicar compressas frias na face se o nariz sangrar;

  • Evitar banhos muito quentes, pois também podem favorecer sangramentos;

  • Ficar em casa, em repouso, nos primeiros dias de pós-operatório;

  • Atividades físicas devem ser evitadas durante os primeiros dias.

É recomendado também voltar ao médico após 7 dias para que seja feita a avaliação do nariz e do processo de cicatrização.